Arquivos da categoria: Visão

Um viva à diversidade e uma vaia ao preconceito no mundo da Moda

Olá, fias!

PATI: Destinado para as fias que, como a gente, são IMPERFEITAS, o post de hoje é baseado em um fato real – e triste. Claro que nós não queremos tornar o dia mais esperado da semana em algo down, mas sim convidá-las pra uma pequena reflexão. Na semana passada participei de um evento para bloggers aqui na minha cidade, Rio Preto. No dia seguinte chegou até mim um comentário feito por uma blogueira para um grupinho de amigas. Disse a bela jovem: “Acho falta de noção a Patrícia Ribeiro ser blogueira de moda! Já viram a mancha roxa que ela tem no rosto?! O que dizer então da idade que ela tem?! Blog de moda deve ser feito somente por novinhas”.

Pois bem, obviamente, não vou citar aqui o nome da garota, tampouco ficar alimentando mágoas com relação ao ocorrido. O fato é que de uma situação triste e preconceituosa surgiu a ideia desse post. Claro que vocês já notaram – e eu não disfarço com maquiagem – que tenho um hemangioma na face, no lado esquerdo. Trata-se de uma mancha de nascença com pigmentação roxinha que cobre quase toda a minha bochecha até a parte interna do olho. Sou sincera em dizer que já sofri muito com esse “defeito”, já gastei quantias fortunescas tentando clareá-la com laser mas, com o passar dos anos, fui me acostumando e hoje quando me olho no espelho vejo uma pele uniforme.

Além do hemangioma, vou completar 36 anos. Com muito orgulho. E aí vamos para o momento reflexão: quem disse que para trabalhar com Moda em blogs, sites ou passarelas, precisa ser linda, perfeita e jovem?!?!

Sendo assim, Laura e eu resolvemos ilustrar o nosso post com modelos e jornalistas de moda que fogem aos padrões tidos como convencionais e que enriquecem o mundo fashion com trabalho e, principalmente talento. Vamos lá?

Moffy

Essa modelo britânica tem causado polêmica e é uma das minhas preferidas porque fico imaginando o tanto de preconceito que essa garota não sofre no dia a dia. Ela tem estrabismo e é atualmente uma das profissionais mais badaladas do mundo da moda. Moffy foi notícia quando estrelou um editorial na famosa revista Pop e assinou contrato milionário com a Storm Models. #ninguémseguraessagarota

moffy-moda-por-2

Elly Mayday

Essa linda modelo canadense foi diagnosticada com um raro tipo de câncer no ovário e, apesar das cicatrizes de histerectomia e da ausência de cabelos, continua a fotografar lingerie. Sim, nós também a achamos linda, brava, vencedora!

elly-mayday

Costanza Pascolato

75 anos de puro glamour. Nem de longe dá pra imaginar Costanza sentada em um sofá rosa-chá fazendo tricô.  Toda energia, ela se posta diariamente no blog que leva seu nome as últimas novidades do mundo fashion. Vez ou outra até rola look do dia. #émuitaelegância #soumuitofãcostanza

LAURA: Winnie Harlow 

A modelo americana de apenas 19 anos arrancou aplausos de todos que assistiam ao New York Fashion Week de fevereiro deste ano. Portadora de vitiligo, ela desfilou com um belo sorriso e cabeça erguida. Ah, ela faz parte da nova campanha da Diesel, mostrando o corpo perfeito e se divertindo. #lindadeviverWinne-Harlow-vitiligo-model

Jillian Mercado

Jornalista de moda e modelo, já foi estrela de campanhas passadas da Diesel e sofre de uma atrofia muscular. Seus movimentos são bem limitados, mas sua mente aberta e livre. Alguém duvida?jillian

Yasmina Rossi

59 anos e muitas campanhas publicitárias no currículo. E nenhuma propaganda de adesivos de dentaduras, OK? Grisalha assumida, ela mostra o quanto ainda podemos ser sexies com o passar dos anos.Yasmina_Rossi

Candice Huffine, Fluvia Lacerda e Laura Wells

Bem, assunto em voga e como o blog também é escrito por uma gordinha, as modelos plus size não poderiam estar de fora desse post.
Adoro a primeira! Com capas de Vogues mundo afora e editoriais em várias outras revistas de renome, sempre vejo os pneuzinhos aparentes. Gordinha mesmo!
A segunda é brasileiríssima, considerada a Gisele do mundo plus size devido ao sucesso que faz.
Já a Laura, além de minha xará, nossas medidas também se igualam. Quis falar dela pra mostrar que modelos plus size não são somente aquelas acima de 100kg, e sim as que usam manequim acima de 44.candicefluviaLAURA W

AS 2: Fias, a gente espera que esse looooooongo post (sorry!) tenha colaborado com a já existente bandeira da diversidade e engrossado o coro “abaixo o preconceito” dos padrões de beleza do mundo da moda. Todas nós somos únicas. E todas, sem exceção, temos nossa própria beleza. Nós 2 preferimos ter os nossos “defeitinhos”, que são na verdade diferenciais a parecermos produzidas em série. Ah e para a alegria das fias que se identificam com o blog o aviso: a gente vai continuar aqui, fazendo looks do dia, fotografando nossa pele imperfeita, dando dicas de moda acessível e incomodando ‘aZinimigas’. Rs.

Beijos e abençoado finde procês! ♥♥

Share Button

2 visões distintas sobre a capa da revista Elle‏

Olá, fias.
Teve assunto polêmico na semana que a gente até decidiu fazer um visão das 2: a capa virtual da revista Elle Brasil do mês de maio, edição de aniversário, veio quente. O burburinho todo foi porque chamaram a blogueira e jornalista plus size Juliana Romano para a foto. Detalhe: vestindo somente um casaco Prada, semi aberto.
Registrada sem Photoshop e sem pudores.
moda-por-2-elle-plus-size-03Na boa, gostei muito da iniciativa. Esse pode ser o início de uma fase realística na Moda e na publicidade. Talvez as pessoas possam enxergar os vários padrões existentes e não somente os pré-rotulados.
A capa impressa não deixa de ser interessante, foi revestida por um material espelhado e traz o título #vocênacapa. A proposta foi da própria leitora se ver no foco. Pra algumas um sonho, para outras uma inclusão.
moda-por-2-elle-plus-size-01 moda-por-2-elle-plus-size-02 moda-por-2-elle-plus-size-05 moda-por-2-elle-plus-size-04
Já a Pati tem uma outra forma de pensar sobre o fato: “Espero saber expressar minha opinião sem ofender quem gostou da capa, vamos lá! Gostei da iniciativa, mas não da capa em si. Explico: as revistas de Moda e grifes sempre retratam corpos plus size como modelos um pouco mais cheinhas do que as tidas como ‘ideais’, ou seja, nunca uma roupa ou campanha é destinada ao público real. Adorei a escolha da modelo porque ela realmente possui formas avantajadas, celulites, gordurinhas localizadas, como o próprio biotipo plus size dita. Mas não curti a forma como a fia foi fotografada. Ainda que fosse uma mulher magra, acho que a luz utilizada e o look (ou a falta dele) resultou em um final grosseiro. Imagino que um nu não tão óbvio seria mais elegante, valorizaria mais as curvas da modelo. Tomara que a iniciativa da revista seja REALMENTE um sinal de nova era no mundo da Moda, não apenas jogada de marketing para alavancar vendas. Seria uma grande hipocrisia o veículo enaltecer as mulheres gordinhas e, nas próximas edições, rechear as páginas dos editoriais de moda com modelos esquálidas, algo totalmente distante da nossa realidade. Oremos!”
Em nome de todas as gordinhas, eu espero que movimentos assim continuem surgindo para que tenhamos desejo pelo produto e não pelo perfil de quem o usa.
Ah, e marcas, por favor, produzam para todas as formas! Confesso que fiquei na dúvida se o casaco usado na capa realmente serviu para Juliana.
Share Button

Visão das 2: a gente ama e odeia o Carnaval

Olá, fias!

Como todas vocês sabem, Laura e eu somos beeeeeem diferentes. O que 1 gosta, a outra odeia e com relação ao Carnaval a história se repete. Eu sou muito foliã. Acho que moro em lugar errado. Queria morar no Rio de Janeiro, berço do samba, lugar onde acontece o maior espetáculo da Terra. Falo isso porque no ano passado confirmei isso quando desfilei na minha escola do coração, Estação Primeira de Mangueira, na Ala da Diversidade, com a fantasia Revèillon. Emoção indescritível… #saudades CAM00083 Rio-de-Janeiro-20140303-01029-1E eu tô no meio dessa gente toda… Ai, ai…

IMG-20140305-WA0002-1 Espetáculos glamourosos à parte, eu também adoro Carnaval de rua, mas não esses realizados aqui no interior, não. Sou foliã exigente! Gosto de curtir samba, marchinha, frevo, maracatu, ou seja, gosto dos bloquinhos do Rio. Quem não conhece, antes de decidir se gosta de Carnaval ou não, deve ir até lá. “Suvaco do Cristo”, “Simpatia é quase Amor”, “Cordão do Bola Preta” são alguns dos blocos mais tradicionais, além de ser os mais lotados. Se o Rio for o seu destino, fia sortuda, calce um tênis confortável, vista shortinho curto, regata e capriche no adereço de cabeça e no make. \o/ Claro que esse combo vale também pras fias que vão pra Salvador, Recife, Olinda, etc… suvaco8 bloco-simpatia-e-quase-amor-celebra-30-anoscordao do bola pretaJá se vai brincar os dias de Momo no clube da sua cidade, lance mão de muito brilho no look. Vestidinhos de paetê com plumas na cabeça e salto confortável farão de você a rainha do baile. Ainda essa semana daremos mais dicas de looks para o Carna aqui… Aguardem! Enquanto isso, a Laura…

LAURA: “Bem, fias, como sempre eu estarei bem longe da folia: sítio da família pra acordar com o galo é meu destino. Nada além de mugidos e cacarejos, papos jogados pro ar, jogos de cartas e tabuleiro (#fãdeimagemeação), um bom livro e a companhia da minha filha de 4 patas… Perfeito pro feriadão. A Livraria Cultura tá com uma excelente promoção, já fiz meu estoque. TV nesse época não salva nem a paga… O jeito é desligar do mundo acelerado e acalmar o coração e alma pra se reenergizar e aguentar mais um ano”.

Share Button

Tudo junto e misturado: hot or not?

Olá, fias.

Como foram de finde?

Que tal começarmos a semana com o nosso espaço “Visão das 2”, onde a gente sempre pratica uma das nossas palavras favoritas: CONTRASTE? E melhor ainda se a trend for polêmica como o mix de estampas, né?

Quem aí curte? \o/ \o/ \o/ \o/ Eu adoro! Sempre adorei e que bom que nesse verão virou hitEssa brincadeira começou a ser mais aceita e, pra mim, é bem fácil. O que inicialmente parece estranho, aos poucos nos acostumamos.

De início com prints da mesma família: floral com floral, poá com poá, variando apenas em cores e/ou tamanho.

Modapor2MX01 Modapor2MX02

Ou até o também discreto (se posso assim falar), jogo entre estampas diferentes mas com a mesma gama de cores.

Modapor2MX03 Modapor2MX04 Modapor2MX05
Ainda com medo?
Que tal começar com roupas com uma estampa e acessório de outra?
Modapor2MX06 Modapor2MX08 Modapor2MX07
Para as mais ousadas… Se joguem, fias!
Animal print com flores ou listras, poás e étnico, estampas divertidas com grafismo e – minha preferida – floral com xadrez. Acho uma mistura tão dramática!
Modapor2MX09 Modapor2MX10 Modapor2MX11 Modapor2MX12 Modapor2MX13

E para aquelas que curtem, mas ainda têm medo de arriscar, muitas marcas resolveram facilitar suas vidas e lançaram looks onde as estampas já vem em mix. Assim podem ir sem medo. E seja fashion!
Modapor2MX14 Modapor2MX15

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já para a Pati flores, poás e xadrezes nem sempre se dão tão bem juntos. Eis o argumento dela: “Tenho muita dificuldade em entender porque essa moda pegou tanto (eu sei, sou chata!) e confesso que não tenho talento fashionista o bastante para compor mix tão incríveis. Sendo assim, prefiro não usar porque acho que qualquer tentativa de minha parte resultaria no temível look ‘Agostinho Carrara’. Ó, God!

moda por 2 agostinho

Brincadeiras à parte, gosto de mix listras com listras em ton sur ton, algumas combinações entre flores e grafismos em P&B e só, minha gente. Deixo minha ousadia nesse quesito com a Laura”.

moda por 2 mix

 

Share Button

Macacão Jeans: amá-lo ou deixá-lo no closet?

Fias, este é nosso primeiro post “Visão das 2”. Bem vindas ao espaço onde expressaremos nossas opiniões sobre tendências, modismos e atualidades. Aqui seremos livres para mostrar nossas visões tão antagônicas e complementares. Sintam-se livres para participar!

Na moda revival anos 90 que estamos presenciando tem uma peça chave, atemporal e múltiplo estilo: o tão amado (por umas) e tão odiado (por outras) macacão jeans, com sua variante mais fresquinha de short, o macaquinho!

Mulheres do mundo todo estão aderindo ao hit, montando looks dos mais variados.

Com corpo bem torneado, um modelo justinho te deixa sexy. Pronta pra noite, acompanhada de um bom salto:

MJ02

Prefere o estilo mais despojado? Com slipper, sapatilha ou rasteirinha está pronta para enfrentar a rotina do dia-a-dia (reparem no detalhe da barrinha virada!):

MJ03

Com um pouco mais de produção, mas sem perder o conforto:

MJ04

Ou deixando a peça estilosa, tornando o look reflexo da sua personalidade, jogando com acessórios a sua cara:

MJ01Eu, particularmente, sou das que ama a peça e aderiu ao passado, diferente da minha amiga Pati. Saquem só a opinião dela!

Correndo o risco de ser chamada de chata (bom, já tô acostumada!) e estraga-prazeres e ignorando o perigo de ser queimada em praça pública pela maioria fashionista, vou dar meu rostinho à tapa e dizer: não curto essa tendência!

Eu sei, eu sei, dá pra se compor looks hi-lo, trendy e blá blá blá, mas a minha indiferença pela peça se dá por vários motivos: acho que por mais despojado que seja o look, não transmite elegância, não dá aquela sensação de se estar bem vestida e ainda aumenta o shape – ó, céus, tem coisa pior???

Outro senão dessa moda é que não é democrática, podendo ser usada por uma minoria – ou vocês me imaginam usando um? (aqui fica o espaço em que a Laura ri e me chama de velhinha!). Rs. E para completar todo o meu desamor pela peça, acho pouco prática para as mulheres – aposto que as fias vão se lembrar do que escrevi na hora de ir ao toalette.

Share Button